Sertanejo Sem Fronteira
04:00 às 08:00
Altinópolis, Segunda-Feira, 25 de Março de 2019
últimas notícias - Alt FM
  • 06
    Fevereiro
    Record renova com Luiz Bacci
  • 06
    Fevereiro
    'Briga o tempo todo
  • 27
    Dezembro
    Diretoria do Atlético 'blinda' goleiro Victor diante de sondagens de São Paulo e outros clubes
  • 27
    Dezembro
    Réver ainda aguarda 'ok' de Inter e Flamengo
Paradão de sucessos

"Botei a melhor roupa pra esconder os meus defeitos
Exagerei no perfume pra te impressionar
Cheguei mais cedo pra te ver chegar

E você chegou
Atrasadinha, mas tava linda
Minha boca calou
Mas meu coração gritou por cima

Vai na fé, aposta nela
Que ela é uma boa menina

Vamos pular
A parte que eu peço aquele vinho do bom
A taça não merece tirar seu batom
Deixa comigo, que pra isso eu tenho o dom"

"Tô há mais de duas horas
Ensaiando uma recaída
Número já tá na tela
É só apertar o verde que liga

Me vê uma dose pra mudar minha vida
Da melhor que você tem
Pra ver se com inspiração em Old Parr, ela vem
O empurrãozinho que falta, ai ai ai
Pra completar essa chamada, ah

Atende aí
O Zé da Recaída tá ligando aí
Eu não tô nem aí
Se salvou meu nome assim
O importante é que ao vivo
Cê me chama de benzim

Atende aí
O Zé da Recaída tá ligando aí
Eu não tô nem aí
Se salvou meu nome assim
O importante é que ao vivo
Cê me chama de benzim

Me v"

"Já doeu
Mas hoje não dói mais
Tanto fiz
Que agora tanto faz

O nosso amor calejou
Apanhou, apanhou que cansou
Na minha cama cê fez tanta falta
Que o meu coração te expulsou

Não tem mais eu e você
Tá facin de entender
Você me deu aula de como aprender te esquecer"

"Lá vai minha saudade beber uns Danone
Pra ver se a vontade de te ver
Some de uma vez da minha cabeça
Eu já to vendo a surra de enxaqueca

Lá vai meu orgulho, perdendo a vergonha
A comanda enchendo, os dedos tremendo
Com vontade de ligar
Já to com medo de me rejeitar

Não fala não pra mim, bebê
Senão eu morro de beber
Nessa fossa que eu tô, não dá
E é só você pra me salvar

Não fala não pra mim, bebê
Senão eu morro de beber
Fala que ainda sou o seu amor
Ô, Jerry Smith, me ajuda, por favor

Ô, bebê, sinto falta de te ver aqui
Oi, sentando, quicando, be"

"Hoje é a sexta mais estranha da minha vida
Já passou das 8 e eu nem toquei em bebida

Eu mudei de celular pro passado não me achar
Da balada, tirei meu nome da lista
Eu achei sem procurar, viciei só de provar
No coração, pendurei uma plaquinha que dizia

Quem pegou, pegou, pegou, não pega mais
Quem beijou, beijou, beijou, não beija mais
Tem um amor de balada virando amor da minha vida
Quem diria

Quem pegou, pegou, pegou, não pega mais
Quem beijou, beijou, beijou, não beija mais
Tem um amor de balada virando amor da minha vida
Quem diria
Que eu beijaria a mesma boca "

"Quase uma missão impossível
Fazer amor com os seus pais em casa
Já pensou se rola um flagra?
De mim não ia sobrar nada
Sua mãe, ela gosta tanto de mim
Seu pai virou meu parceiro de baralho
Eles não sabem o tanto que a gente aprontou
Naquele sofazinho de dois lugares
Imagina se ele falasse, nega
Daquelas nossas noites de amor
Sendo que o combinado era assistir um filme
No sofazinho de dois lugares
Imagina se ele falasse, nega
Daquelas nossas noites de amor
Sendo que o combinado era assistir um filme
Ai, ai, ai
Ai, ai, ai
Umderererê dererê
Umderererê dererê"

"Vi seu coração de pedra virar de algodão
E o seu orgulho te jogar no chão
No momento em que você me disse adeus

Você se jogou num mar cheio de fantasias
Você foi mudando da noite pro dia
E, quando acordou, viu que não era eu

Olha o que deu
Olha o que deu

Olha ela aí
Deu volta no mundo e parou na minha porta
E eu aqui
Já tô te escutando há mais de uma hora
Olha ela aí
Me olhando, perguntou se ainda gosto
Querendo rasgar o papel do divórcio
Chorando, implorando o meu amor de volta"

"No começo, eu entendia
Mas era só cama, não tinha amor
Lembro quando você dizia
Vou desligar porque ela chegou

E a gente foi se envolvendo, perdendo o medo
Não tinha lugar e nem hora pra dar um beijo
Coração não tá mais aceitando
Só metade do seu: Te amo

É uma ciumeira atrás da outra
Ter que dividir seu corpo e a sua boca
Tá bom que eu aceitei por um instante
A verdade é que amante não quer ser amante

É uma ciumeira atrás da outra
Ter que dividir seu corpo e a sua boca
Tá bom que eu aceitei por um instante
A verdade é que amante não quer ser amante
É "

"Já é a quinta vez
Que você liga, assim, do nada
Que dorme em cama separada
A quinta vez que você terminou

Mas é a primeira vez
Que eu conheço outra pessoa
Que eu tô beijando outra boca
Depois que eu conheci você

Então diz por que
Tá me ligando com essa voz de raiva
Se entre nós não existe mais nada?
Foi esse fim que você escolheu

Para de dizer que eu te traí
Meu coração não te pertence mais
Solteiro não trai, solteiro não trai

Para de dizer que eu te traí
Meu coração não te pertence mais
Solteiro não trai, solteiro não trai

Já é a quinta v"

"Sempre pegava o busão comigo
A gente dividia o mesmo fone de ouvido
Na faculdade repartia o lanche
Um misto frio uma lata de refrigerante
A gente passou muita coisa junto
Mas pra fazer besteira só precisa de um segundo
Me arrependi de me deitar com outro
Por essa aventura eu perdi a sua boca
Os meus amigos me viram sorrir
Sozinho escondido eu chorava
Perdi a fome eu emagreci
E no peito o coração pesava uma tonelada
Amor enquanto você não voltar
O meu coração não para de chorar e eu
Buá, buá, buá, buá, buá, buá, buá"

últimos eventos
  • 13 de Março de 2018


    ANIVERSÁRIO DE ALTINÓPOLIS - 99 ANOS

    COMEMORADO DIA 9 DE MARÇO

mural de recados
  • DE DJ Nei lopes PARA Lorena , darlene, dona Maria , Gustavo e Benício do seu Milton

    Manda um abraço aí para mim esposa E PARA MINHA FILHA ALICE QUE VAI VIR AGORA SEGUNDA-FEIRA ELA TÁ AÍ COM NÓS JÁ TÁ MARCADO A CESÁREA manda um abraço para o meu pai para minha mãe dona Maria para o Gustavo meu filho Benício meu sobrinho e para todos

    16 de Março as 13:16:13





captcha
250
caracteres restantes
Contato: 16 3665.2000
Rua Rio Grande do Sul, 45 - Jardim Xavante - Altinópolis/SP
Todos os direitos reservados