Clássicas da Alt Fm
Marcelo Camargo
17:00 às 19:00
Altinópolis, Quarta-Feira, 16 de Janeiro de 2019
Tite convoca a Seleção Brasileira para início de ciclo. Expectativa é pelas caras novas

17 de Agosto de 2018

Pode não parar o país como o anúncio dos convocados para a Copa da Rússia mas, diante da decepção na competição, marca o ponto de partida para um desfecho mais positivo daqui a quatro anos, no Catar.



Às 11h, o técnico Tite, devidamente confirmado no comando da Seleção Brasileira, revela a lista de convocados para os amistosos dos dias 7 e 11 de setembro, nos Estados Unidos, contra os donos da casa (Nova Jérsey) e El Salvador (Washington), abrindo um ciclo de trabalho que passará pela Copa América do ano que vem (em casa) e por mais uma edição das Eliminatórias para o Mundial.



E é justamente a perspectiva de trabalho a longo prazo que sugere a presença de caras novas, ainda que a base que foi à Rússia seja relativamente jovem e capaz de ir a mais uma Copa.



Por outro lado, como os jogos de ida das semifinais da Copa do Brasil estão marcados para o dia 12, é possível que jogadores como os corintianos Cássio e Fágner, bem como eventuais nomes de Cruzeiro e Flamengo sejam “poupados” num primeiro momento – vale lembrar que o treinador rasgou elogios ao zagueiro Dedé, enquanto o rubro-negro Lucas Paquetá aparece como uma das revelações em condições de vestir a amarelinha.



Apostas

Se Tite, seu filho e auxiliar Matheus e os integrantes da comissão técnica procuraram acompanhar vários jogos no país desde a retomada das competições, bem como o início de temporada na Europa, as novidades na lista ainda são alvo de apostas e especulações.



Alguns nomes, no entanto, aparecem bastante cotados para ganhar uma primeira chance, ou voltar ao radar do treinador. No primeiro caso está o artilheiro do Campeonato Brasileiro, Pedro. O atacante do Fluminense é um autêntico camisa 9, função que há alguns anos não conta com jogadores à altura de Ronaldo, Romário ou Adriano como diferenciais. O gremista Éverton é outro que se encaixa no perfil.



O volante Arthur faz parte do segundo grupo – depois de ter a ausência na Rússia lamentada por vários torcedores e agora em alta com a camisa do Barcelona, está mais do que maduro para assumir posição de protagonismo.



Boa chance também para Fabinho, agora no Liverpool e atuando como volante, depois de ter iniciado a carreira como lateral-direito, posição que chegou a exercer no Monaco.



Por outro lado, parece prematuro aguardar pela presença de jogadores como Vinícius Júnior, agora no Real Madrid, o ex-vascaíno Paulinho, hoje no Bayern Leverkusen ou o santista Rodrygo por enquanto.



Contato: 16 3665.2000
Rua Rio Grande do Sul, 45 - Jardim Xavante - Altinópolis/SP
Todos os direitos reservados