Show da Tarde
Miler Lima
13:00 às 16:00
Altinópolis, Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018
Mata-matas podem render aos cofres celestes cerca de R$ 18 milhões quase imediatos

10 de Agosto de 2018

Apesar da crise financeira, o Cruzeiro optou pelo investimento nesta temporada. E num futebol cada dia mais equilibrado, como o brasileiro e sul-americano, ele sempre é de risco. Mas Mano Menezes e seus comandados vão fazendo a sua parte. E garantir as classificações para as semifinais da Copa do Brasil, diante do Santos, e para as quartas da Libertadores, contra o Flamengo, são fundamentais para que o clube possa alcançar receitas que farão muita diferença no orçamento de 2018.



O total, com premiações e rendas de quatro jogos como mandante (caso se classifique nos dois torneios), no Mineirão, pode chegar perto da casa dos R$ 18 milhões, sendo que líquido podem entrar cerca de R$ 15 milhões nos cofres da Raposa.



No valor das rendas, é considerado o tíquete média da fase de grupos da Libertadores, que dá R$ 55. Na Copa do Brasil, coloca-se o valor de R$ 30 para o cálculo, próximo ao que foi praticado nas semifinais do ano passado, contra o Grêmio.



Ontem a diretoria divulgou o valor dos ingressos para o jogo da próxima quarta-feira contra o Santos e não aconteceu um aumento significativo na entrada. Há ingressos (meia-entrada) a partir de R$ 20, com o mais caro custando R$ 120.Para o jogo contra o Flamengo, dia 29, pela Libertadores, ainda não há previsão do valor da entrada. Uma certeza é que será mais alto numa comparação com este jogo diante do Santos.



Se conseguir ser finalista das duas Copas, o Cruzeiro terá sete jogos como mandante, lembrando que a Libertadores tem pela última vez a decisão em duas partidas.

A partir do ano que vem, o maior torneio de clubes das Américas será decidido em jogo único, em local pré-definido pela Conmebol.



COMPARAÇÃO



Nesta caminhada do Cruzeiro de buscar a reta decisiva das duas copas que disputa, o que mais impressiona é o fato de o time já garantir, na competição nacional, caso passe pelo Santos, o mesmo valor que ganhou como premiação para ser o campeão no ano passado. Pelo penta da Copa do Brasil, conquistado em 2017 sobre o Flamengo, o Cruzeiro levou, de premiação pelas oito fases disputadas, R$ 12,8 milhões.



Este ano, quando já entrou nas oitavas de final, se passar pelo Santos já terá garantidos R$ 12,4 milhões. E a diferença será gigantesca caso o time de Mano consiga alcançar novamente a decisão da Copa do Brasil. A nova premiação da competição, que começou a valer este ano, prevê R$ 20 milhões para o vice-campeão e R$ 50 milhões para quem levantar a taça.



Financeiramente supera e muito a Libertadores, que nesta edição pagará cerca de R$ 20 milhões ao campeão e a metade ao vice. Por outro lado, em termos de importância, não dá para comparar as duas competições.



Uma certeza é de que o sonho cruzeirense, de levantar ambas as taças, significaria reforçar e muito o caixa num momento em que o clube passa por uma grave crise financeira.



Contato: 16 3665.2000
Rua Rio Grande do Sul, 45 - Jardim Xavante - Altinópolis/SP
Todos os direitos reservados